terça-feira, 24 de maio de 2011

E agora não sei...





















jonastomter
deviantART




Disse tão pouco
Dias curtos.

Dias Curtos,
Noites curtas.
Anos curtos.

Disse tão pouco,
Não tive tempo.

O meu coração cansou-se
Do êxtase,
Do desespero,
Do zelo,
Da esperança.

A boca do Leviatã
Engolia-me.

Deitava-me nu junto ao mar
Nas ilhas desertas.

Arrastava-me para o pélago
A baleia branca do mundo.

E agora não sei
O que foi verdade.

2 comentários:

  1. Lindíssimo poema Me !!!
    bjks : )

    ResponderExcluir
  2. Isso para mim é sede... que não se trasnforme em sequidão!

    ResponderExcluir