quarta-feira, 15 de junho de 2011

o acaso diante de nós

























[...]
pensava se haveria no mundo
caminhos que nos conduzam

não chegava a conclusão
ou nem dava por ela
hesitante nessas moradas
de regras tão imprecisas

existe um momento
pouco importa qual
que se reúnem ao acaso
diante de nós
todas as condições de uma vida
desesperada


[baldios – moradas provisórias]

Um comentário:

  1. Belíssimo poema, com tão sábias palavras...Ameeei!!!
    bjos

    ResponderExcluir