quarta-feira, 7 de setembro de 2011

atalhos






















Não constitui segredo
contam a sua história
mesmo se por atalhos
as coisas insignificantes de uma vida

assim o fragmento que reconheço
tanto tempo depois
escrito num caderno

“...reencontrarei ainda o vento dessa praia
de que me despeço
nos penhascos frente ao mar
o caminho abandonado...”

reencontrarei ainda
a expressão distraída que me deixava
a um passo daquilo que nem hoje sei?


[Baldios – José Tolentino Mendonça]

Um comentário:

  1. Somos assim, pedaços do ontem e do hoje! meias, inteiras verdades!

    bj

    Betha

    ResponderExcluir